Graduação

Enfermagem

Missão do Curso

Formar profissionais com capacidade inovadora nas ações para promover, realizar e participar  de atividades da prática de Enfermagem, prestando serviços à coletividade, tendo em vista as transformações das condições de vida e melhoria da saúde da população regional, aprimorando os cuidados primários em saúde pública com ferramenta cuidadora, com senso de responsabilidade social.

Objetivo Geral

Formar profissionais habilitados para exercer a profissão de Enfermeiro, capazes de transformar a realidade regional por meio do desenvolvimento de competências técnicas científicas, sociais, humanísticas, políticas e éticas, e desenvolver o raciocínio epidemiológico investigativo, agindo de forma crítica e reflexiva para atuar na promoção, recuperação e reabilitação da saúde, prevenção de doenças do indivíduo, do grupo familiar e coletividade nos diferentes níveis de atuação.

Objetivos Específicos

A formação do Enfermeiro tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades específicas:

  • Atuar profissionalmente, compreendendo a natureza humana e suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas;
  • Incorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação profissional;
  • Estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões;
  • Desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional;
  • Compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações;
  • Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
  • Atuar nos Programas de Assistência Integral à Saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso;
  • Ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança;
  • Reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde;
  • Atuar como sujeito no processo de formação de recursos humanos;
  • Responder as especificidades regionais de saúde por meio de intervenções planejadas e humanizadas estrategicamente, em níveis de promoção, prevenção, e reabilitação à saúde, dando atenção integral à saúde dos indivíduos, das famílias e das comunidades;
  • Reconhecer-se como coordenador do trabalho da equipe de Enfermagem;
  • Assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional em saúde;
  • Promover orientações para condiçõesde vida saudáveis, conciliando as necessidades tanto dos seus clientes/pacientes, quanto às de sua comunidade, atuando como agente de transformação social;
  • Usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta, para o cuidar em Enfermagem;
  • Atuar nos diferentes cenários da prática profissional, considerando os pressupostos dos modelos clínico e epidemiológico;
  • Identificar as necessidades individuais e coletivas da saúde da população, seus condicionantes e determinantes;
  • Intervir no processo saúde/doença, responsabilizando-se pela qualidade da assistência/cuidado de Enfermagem em seus diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação à saúde, na perspectiva da integralidade da assistência;
  • Coordenar o processo do cuidar humanizado em Enfermagem, considerando contextos e demandas de saúde;
  • Prestar cuidados de Enfermagem compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos da comunidade;
  • Compatibilizar as características profissionais dos agentes da equipe e de Enfermagem às diferentes demandas dos usuários;
  • Integrar as ações de Enfermagem às ações multiprofissionais;
  • Gerenciar o processo de trabalho em Enfermagem com princípios de Ética e de Bioética, com resolutividade tanto em nível individual como coletivo, em todos os âmbitos de atuação profissional;
  • Planejar, programar e participar dos Programas de Formação e Qualificação Contínua dos trabalhadores de Enfermagem e de saúde;
  • Planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde,considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, saúde trabalho e adoecimento;
  • Desenvolver, participar e aplicar Pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional;
  • Respeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da profissão;
  • Interferir na dinâmica de trabalho institucional, reconhecendo-se como agente desse processo;
  • Utilizar os instrumentos que garantam a qualidade do cuidado de enfermagem e da assistência à saúde;
  • Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde;
  • Assessorar órgãos, empresas e Instituições em projetos de saúde;
  • Cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como Enfermeiro;
  • Reconhecer o papel social do enfermeiro para atuar em atividades de política e planejamento em saúde;
  • Investigar, desenvolver e aplicar práticas integrativas e complementares como alternativa terapêutica.

Assim, a formação do Enfermeiro deve atender as necessidades sociais da saúde, com ênfase no SUS assegurando a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento.

Perfil do Egresso

O perfil profissional desejado para o egresso, foi construído a partir das DCN para o Curso de Graduação em Enfermagem e nas discussões coletivas realizadas pela comunidade acadêmica da Faculdade do Vale do Araranguá, podendo ser sintetizada como:

Enfermeiro, com formação generalista, humanística crítica e reflexiva. É o profissional qualificado, com base no rigor científico e intelectual, em princípios éticos, capaz de conhecer e intervir sobre os problemas e as situações de saúde/ doença do perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação identificando as dimensões bio-pisco-sociais dos seus determinantes. É o sujeito capacitado a atuar com senso de responsabilidade social e compromissos com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano (Resolução CNE/CES nº 03  de 07/11/2001, art. 3º).

É o sujeito comprometido com a efetivação do SUS, com o seu desenvolvimento, da equipe e da profissão, com habilidade para trabalhar em equipe e exercer liderança, para cuidar da pessoa no seu contexto de vida.

Para que o Enfermeiro formado por esta Faculdade, tenha este perfil, é necessário que sua formação seja cuidadosamente preparada, passo a passo, de forma que ele desenvolva as competências e habilidades necessárias para alcançar a plenitude do exercício profissional em consonância com os princípios do SUS, com os mandatos sociais de sua profissão e com espírito humanístico, ético e ecológico.

Âmbito Profissional

O cuidado de enfermagem como prática social favorece ao enfermeiro múltiplos espaços de atuação profissional, com potencialidades e possibilidades específicas para desenvolver processos no âmbito das políticas sociais e de saúde. Sobretudo, o enfermeiro possui um campo amplo e complexo para desenvolver o cuidado de enfermagem como prática social, ou seja, em diferentes espaços e contextos, inclusive, com necessidadede serem explorados e ampliados, com vistas a responder às questões sociais emergentes (Backes et al, 2008)[1].

No campo de Enfermagem, os avanços e práticas de atuação profissional, destacam-se:
(...) a área da promoção da saúde e prevenção de doença – em consultórios, clínicas e serviços que visem à qualidade de vida da população e a redução de doenças; a recuperação da saúde – no trabalho junto aos serviços hospitalares e domiciliares, o atendimento pré e pós-hospitalar, assistência a saúde mental; além da s práticas voltadas para o cuidado individual de crianças, adolescentes, mulheres, adultos e idosos; o terceiro setor - se mostra como um espaço sensível para a promoção da cidadania e a inclusão social por meio da promoção e educação para a saúde; os serviços de consultoria, assessoria e atividades organizacionais – com possibilidade de o enfermeiro atuar de forma autônoma e empreendedora no campo da gestão de serviços de saúde, Home care e outros; as atividades de ensino e pesquisa - estimulando à inserção dos alunos e profissionais na pesquisa, projetos de extensão, capacitação de recursos humanos, uma interação aluno-comunidade mais intensa e otimizada (Erdmann et al, 2008). [2]
Além disso, considerando a Resolução COFEN – 260/2001, fixa as áreas de atuação do Enfermeiro e as Especialidades de Enfermagem e a Resolução COFEN -197 reconhece como prática de enfermagem as Terapias Alternativas e no âmbito do setor público de saúde a Portaria 971/2006 inclui a acupuntura, fitoterapia, homeoterapia, terminalismo social/crenoterapia como complementares a ser ofertada a população no SUS.
[1]BACKES, D. S.; KOERICH, M. S.; NASCIMENTO, K. C; ERDMANN, A. L.Sistematização da Assistência de Enfermagem Como Fenômeno Interativo e Multidimensional. Revista LatinoAmericana de Enfermagem, v.16, nº. 6, Ribeirão Preto- SP, 2008.
[2]BACKES, D. S.; KOERICH, M. S.; NASCIMENTO, K. C; ERDMANN, A. L.Sistematização da Assistência de Enfermagem Como Fenômeno Interativo e Multidimensional. Revista LatinoAmericana de Enfermagem, v.16, nº. 6, Ribeirão Preto- SP, 2008.

Matriz Curricular

Matriz Curricular 2017/1

Corpo Docente

Professor Contato Currículo Lattes
Profª. Alexandra Rocha Vinholes alexandra.vinholes@fva.com.br  Currículo
Profª. Carolina Sant'Anna Umpierres carolina.umpierres@fva.com.br  Currículo
Profª. Daniela De Conti daniela.conti@fva.com.br  Currículo
Profª. Maiara Pereira maiara.pereira@fva.com.br  Currículo
Profª. Nívea Dias do Canto Teixeira nivea.dias@fva.com.br  Currículo
Prof. Robson Pacheco robson.pacheco@fva.com.br  Currículo
Profª. Vanessa Delevatti vanessa.delevatti@fva.com.br  Currículo
 Atualizado em 17/04/2018, as 10h05min
Profª Ms. Nívea Dias do Canto Teixeira
E-mail: enfermagem@fva.com.br
Telefone: (48) 3527.0130

Portarias

  • PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: Portaria nº 200, de 2 de Junho de 2016, publicada no DOU em 6 de Junho de 2016.
  1. Nível de EnsinoGraduação
  2. ModalidadePresencial
  3. TitulaçãoBacharel
  4. Duração10 Semestres
  5. ValorR$ 55,00/Crédito