Relato Institucional

A proposta de criação da Faculdade Futurão emerge do sonho da educadora Sra. Nívea Simonete Lummertz Jones Oliveira, proprietária e diretora do Grupo Educacional Futurão que agrupa Colégio (1991), Escola Técnica (2004) e Faculdades Futurão (2009).

A experiência e atitude empreendedora da educadora, juntamente com o compromisso e competência destinados ao papel de educar, fizeram com que novos projetos pudessem ser incorporados à identidade institucional. A primeira Escola Técnica de Araranguá foi implementada pelo conhecimento das necessidades regionais, fato este que já demonstrara o esforço pessoal, a luta e coragem de formar cidadãos qualificados para o mercado de trabalho.

Pensar a formação do profissional cidadão exigiu repensar as práticas das Instituições de Ensino, sobre as ações do Ensinar, sobre um real existente e um ideal como anseio (OLIVEIRA, Nívea L. J., 2016). Esta constatação fora como um fio condutor para a construção de mais um marco conceitual, a idealização da Faculdades Futurão, com inerências de um agir existencial, antropológico e socialmente vivificante: transformador.

A estruturação do projeto de implantação da Instituição de Ensino Superior embasa-se mediante a necessidade que se tem em atender um fazer pedagógico atento ao cenário da contemporaneidade, que traz como resultado a compreensão do Ensino como referencial de vida. Um projeto ainda em construção, mas que possui seu princípio no ano de 2008, período este de elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional, como também, da solicitação e trâmites legais para o credenciamento da Instituição de Ensino.

No ano de 2009, fez-se necessária a estruturação física do espaço onde seria instalada a Faculdades Futurão. As estruturas potenciais foram edificadas sobre um antigo clube da cidade de Araranguá (Tênis Clube), ganhando novas dimensões e reformas materiais, mas sem esquecimento de contemplar o quanto as vivências de lazer e aprendizado foram significativas para a comunidade. Partindo dessa premissa, denomina-se o espaço reestruturado de Univida – Unidade do bem estar e da qualidade de vida. Logo, as experiências antigas foram vinculadas a continuidade, o que despertou na comunidade um interesse por novas oportunidades de conhecimento e desenvolvimento pessoal.

O projeto de implantação da Faculdades Futurão teve sua aprovação no dia 25/05/2011, credenciando a Instituição de Ensino a ser a primeira Faculdade genuinamente Araranguaense, com princípios e finalidades traçadas com características locais e regionais. Legalizava-se, assim, seus atos didáticos pedagógicos, cujo processo requereu planejamento de Cursos que pudessem atender a necessidade e demanda da região.

Os primeiros Cursos de Graduação ofertados pela Faculdades Futurão foram o Curso de Bacharelado em Educação Física, conforme Portaria nº 36 de 1º de junho de 2011 e o Curso de Licenciatura em Educação Física, Portaria nº 260 de 13 de julho de 2011. O planejamento dos mesmos esteve atrelado à demanda no mercado de trabalho por profissionais de Educação Física, como também, o seguimento que se dava às atividades propostas no espaço físico utilizado para as instalações da Faculdades Futurão.

No ano de 2011, a Faculdades Futurão possuía turmas em todos os Cursos, abrangendo estudantes da região da Associação do Extremo Sul Catarinense – AMESC e municípios contíguos. Neste contexto de ações inovadoras, confirma-se o compromisso social da Instituição, que pauta sua proposta pedagógica e administrativa na produção de conhecimento de excelência a um maior número possível de indivíduos.

Ensino, Pesquisa e Extensão assumem a concepção de Instituição Educacional que se quer, socializando o conhecimento produzido em vista ao benefício social. Convênios e parcerias foram firmados, elencando 35 Cursos de Extensão elaborados no ano de 2012.

No ano de 2013, mediante pesquisas de mercado e capacidade inovadora, a então Faculdades Futurão passa a ser chamada Faculdade do Vale do Araranguá – FVA. A nova denominação vem ao encontro dos objetivos propostos pela atual Instituição, firmando seus laços regionais e seu compromisso social. O nome Faculdade do Vale do Araranguá passa a ser utilizado a partir do segundo semestre do ano de 2013, sendo bem aceito pelos colaboradores da Instituição, envolvidos com o processo educacional.

Evidencia-se, assim, uma nova etapa para a IES, em que Cursos de Graduação e Especialização foram autorizados, entre eles: Administração, conforme a Portaria nº 490, de 26 de junho de 2015, tendo conceito 04; Enfermagem, Portaria 200, de 02 de junho de 2016, tendo o conceito 03 e, Ciências Contábeis, Portaria 214, de 22 de junho de 2016, conceito 03.

Seguindo as legislações do Ministério da Educação – MEC, os Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física foram reconhecidos no ano de 2015. A Educação Física (Licenciatura) teve seu reconhecimento através da Portaria nº 821, de 29 de outubro de 2015, com nota 03. O Curso de Educação Física (Bacharelado) foi reconhecido através da Portaria nº 932, de 01 de dezembro de 2015, com nota 03.

A Faculdade do Vale do Araranguá – FVA sempre foi movida a desafios e no ano de 2017 reafirma o seu compromisso com a educação, implantando duas Especializações (Lato Sensu): MBA Executivo em Gestão de Pessoas e Coaching e Treinamento Funcional e Personal Trainer.

O Treinamento Funcional refere-se a um conceito de preparação física, que tem por objetivo, conectar a funcionalidade dos movimentos ou atividades praticadas ao aprimoramento da capacidade funcional do indivíduo, nas atividades já executadas em seu cotidiano. Pretende-se capacitar o profissional da Educação Física a atuar a partir de um atendimento individualizado, utilizando-se das técnicas do Treinamento Funcional como ferramentas de intervenção para promoção, prevenção e reabilitação de saúde, dotando-o de alta qualidade técnico–científica para a atuação no mercado de trabalho.

O MBA Executivo em Gestão de Pessoas e Coaching foi desenhado para atender às necessidades de desenvolvimento gerencial dos participantes, combinando conceitos teóricos a aplicações práticas. O programa proporciona instrumental para auxiliar no processo decisório, bem como desenvolvimento da capacidade de reflexão e análise para o crescimento organizacional. O objetivo principal é desenvolver a excelência estratégica em Gestão de Pessoas, bem como a alta performance da competência de liderança em profissionais atuantes ou não no mercado.

No ano de 2018, com foco nas ciências da saúde a Instituição lançou a especialização (Lato Sensu) em  Saúde Coletiva. A especialização tem como objetivo principal qualificar o profissional da área de saúde, para atuar em saúde coletiva, com vistas a analisar, intervir e modificar o quadro vigente das ações e serviços de saúde para reorganização dos mesmos, considerando a complexidade do setor.

Para melhorar a segurança e o bem estar dos estudantes e IES vem investindo constantemente em melhorias na infraestrutura, a fim de aprimorar a qualidade no ensino. No ano de 2018 a IES construiu rampas de acesso aos níveis superiores, garantindo a acessibilidade aos estudantes com deficiência ou limitações em sua locomoção. Além disso, a rampa garante a segurança dos estudantes em casos de emergência, sendo que toda à estrutura foi adaptada conforme o preventivo contra incêndios.

Atenta as questões ambientais, no ano de 2018 a FVA modernizou a piscina com o aquecimento através de placas solares, promovendo a sustentabilidade e reduzindo o consumo de energia elétrica na Instituição. Esse fator foi extremamente importante para o desenvolvimento das atividades aquáticas dos Cursos de Educação Física (Bacharelado e Licenciatura) durante todo o ano letivo.

O diálogo entre conhecimentos e disciplinas, implica a integração entre diretrizes, métodos eficazes e principalmente, sujeitos comprometidos em sua prática pedagógica. É neste campo de ação e comprometimento que o Programa de Nivelamento, como parte do planejamento anual da FVA, apresenta-se através da Coordenação de Apoio ao Estudante – CAES em parceria com as Coordenações dos Cursos. Por meio de atividades pedagógicas o Programa se propõe a oportunizar discussões de conteúdos específicos concretizando a aprendizagem dos estudos em disciplinas específicas, estas necessárias à compreensão e desenvolvimento das atividades acadêmicas nos Cursos de Graduação. Os cursos são ofertados aos sábados com docentes qualificados e com formação específica na área. A carga horária varia entre 04 horas e 08 horas, dependendo da temática do curso.

No planejamento anual da IES estão previstas ações e atividades que incentivem a interação da Faculdade com a Região. Os cursos de extensão fortalecem o ensino por meio da troca de conhecimento entre a Faculdade e a região, promovendo ações que fortalecem o conhecimento, relacionando a teoria com a prática. Neste contexto a Faculdade tem papel importante na promoção e disseminação do conhecimento em toda a comunidade onde está inserida, além de identificar as necessidades, os anseios da comunidade local e regional. Todos os projetos de extensão são coordenados e acompanhados pelos docentes da IES, conforme as suas respectivas áreas do conhecimento.

Entre as ações extensionista da IES, destaca-se o FVA na Escola, projeto que contempla alguns dos valores da Instituição: responsabilidade social, solidariedade humana e inovação. O projeto FVA na Escola nasce da necessidade de aproximar os conhecimentos produzidos no ambiente acadêmico da comunidade escolar, em uma perspectiva de extensão que viabiliza a discussão e o esclarecimento de diversos temas contemporâneos – relevantes para jovens e adolescentes de ambos os sexos, além da capacitação dos gestores escolares da rede estadual de ensino da Região da Associação do Extremo Sul Catarinense (AMESC). As ações do projeto oferecem palestras e atividades formativas totalmente gratuitas, desenvolvidas dentro do próprio ambiente escolar pela equipe multidisciplinar da FVA – inserindo a participação dos acadêmicos dos Cursos de Graduação em Educação Física (Bacharelado e Licenciatura), Enfermagem, Administração e Ciências Contábeis.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDBEN 9694/96, em seu artigo IV inciso III destaca o papel da IES em incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura, e, desse modo, desenvolver o entendimento do homem e do meio em que vive. Cumprindo esse requisito a FVA, no ano de 2018, cria o Grupo de Pesquisa em Ciências e Saúde Coletiva.

Oportunizar e integrar os acadêmicos a uma formação complementar também faz parte do planejamento anual da IES. Com esse objetivo, a FVA promove a Semana Acadêmica com oficinas, mini-cursos e palestras para os acadêmicos com temáticas atuais, pertinentes e importantes para a formação discente. Proporcionar aos acadêmicos o fomento de atividades acadêmicas complementando à formação inicial é uma atividade prevista no Plano Pedagógico dos Cursos da IES.

Outra forma de integração entre os Cursos de Graduação, estudantes, docentes e familiares são os Jogos Intercursos promovido anualmente na IES. A FVA entende que o esporte e o lazer são formas de promover a qualidade de vida e convivência humana, além de potencializar as habilidades e competências dos acadêmicos nas variadas atividades esportivas e recreativas.

Para acompanhar o crescimento da região da AMESC, a FVA prevê a implantação de novos Cursos de Graduação, a fim de atender a demanda local e regional. Em seu planejamento 2019-2023, a Instituição prevê a implantação dos seguintes cursos: Engenharia Civil, Direito, Nutrição, Medicina Veterinária, Biomedicina, Odontologia e Tecnólogo em Desing de Interiores. Os novos cursos são definidos através de pesquisa realizada pela Faculdade, sempre observando as necessidades da região e as tendências do cenário local e regional.

Através do Ensino, da Pesquisa e da Extensão a Faculdade do Vale do Araranguá torna-se extremamente importante para o desenvolvimento da região da AMESC. Busca-se assim, o cumprimento da missão da IES que é formar sujeitos comprometidos com a excelência profissional, pautados na ética, na sustentabilidade e na ação propositiva, contribuindo para sua inserção no contexto social como agente de transformação.


  Atualizado em 27/09/2018